Projeto de drone aquático para monitorar criações de peixes vence Ânima Nest

Vencedora do programa de pré-aceleração de startups do grupo Ânima Educação vai viajar para conhecer o ecossistema de inovação de Nova York, nos EUA.

Um drone aquático em formato de peixe para monitorar em tempo real pisciculturas e diminuir em até 30% as perdas dos criadores. Essa é a proposta da TecnoControl, startup criada por estudantes de Engenharia da Computação da Una, em Belo Horizonte, que acabam de vencer o Ânima Nest, programa de pré-aceleração de empresas do grupo Ânima Educação. O prêmio inclui uma viagem para conhecer o ecossistema de inovação de Nova York, além de benefícios do Programa Global de Empreendedorismo da IBM durante um ano, como o acesso a softwares da empresa. “Além de desenvolver habilidades essenciais do século 21, como liderança, resolução de problemas, criatividade e colaboração, o Ânima Nest busca ajudar os alunos a transformar ideias empreendedoras em projetos concretos”, diz Rafael Ávila, diretor de inovação da Ânima.

Com forma e movimentos de peixe para maximizar a adaptação do criadouro, o drone da TecnoControl monitora pontos críticos da água como PH, temperatura e oxigenação, e envia os dados para um receptor. As informações são processadas e fornecidas, em tempo real, para os produtores por meio de um aplicativo. “Dessa forma, eles poderão ser ágeis na correção dos problemas e diminuir as perdas em até 30%”, afirma Matheus Augusto, de 20 anos, CEO da empresa. Em 2016, a receita no Brasil com a produção de peixes alcançou 4,3 bilhões de reais, de acordo com a Associação Brasileira de Piscicultura, mas poderia ter sido ainda maior. “Cerca de 20% da produção é perdida por problemas no monitoramento das condições da água”, diz Matheus. “Vimos que esse era um mercado promissor que poderíamos explorar.” Além de Matheus, integram a empresa Yuri Nicolau, Davidson Andreoni, Edenilce Martins e Jeferson Eiji.

Juntos eles criaram o protótipo do negócio para um projeto interdisciplinar da faculdade. “O desafio era aplicar a biomimética à robótica, e nosso trabalho foi eleito o melhor do campus”, diz Matheus. Selecionada para o Ânima Nest, a empresa passou por um processo de mentoria de 8 semanas com profissionais da Ânima e do mercado, no qual puderam desenvolver melhor o modelo de negócio da TecnoControl. Com o modelo pronto e o protótipo praticamente concluído, a TecnoControl já está em busca de parceiros para iniciar a produção no ano que vem. A segunda colocada no Ânima Nest foi a Roi Calculator, uma plataforma virtual que calcula o retorno financeiro sobre investimento em publicidade digital. Em terceiro lugar, ficou a All Green, um sistema de irrigação automático por meio de tecnologias de Internet das Coisas. As startups foram selecionadas entre mais de 100 projetos inscritos.